Translate

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

O QUE ROLOU SÁBADO, 25 DE SETEMBRO, NA PELADA DO "TRINTÃO"

GOLEADA NA ÚNICA PELADA DA TARDE.
A equipe AMARELA dá show de bola e manda bem um "sapéca-Yayá" pra cima dos AZUIS. Dessa vez quem brilhou foram os comandados de Ronaldo Carvalho, o "motorzinho" da equipe "Yellow", que contou ainda com o ótima pontaria de Jair Garcia e Alex Furtado, que fizeram nada mais nada menos que cinco gols cada um. Sem falar na firmeza da zaga Bigode (1 gol) e Pitti, complementados pela classe e categoria de Cícero "Samarone" Mello (1 gol).
Equipe AMARELA, em cima Jayminho (veja nota abaixo), Jair (5 gols), Pitti e Samarone (1 gol). Em baixo: Eric, o goleiro, Bigode (1 gol) e Alex (5 gols).
Dois acontecimentos inusitados marcaram essa pelada. Primeiramente, a troca, antes do ponta pé inicial de Jayme Lima por Ronaldo Carvalho. Tanto que na foto acima, ainda temos Jayminho com a camisa amarela. O outro fato fora do comum foi que, o nosso querido Leo, que chegou depois da hora aprazada, e, portanto não aparece em nenhuma das fotos, jogou metade do 2º tempo pelos AZUIS, no lugar de Jayme Lima (1 gol), e, a outra metade, com a contusão de Ronaldinho, também nos AMARELOS. Obrigando a que Jayminho retornasse aos AZUIS.
Leo conseguiu ainda a façanha de fazer um gol para cada equipe.
Como eu disse acima, também nos AZUIS a foto conta com Ronaldinho, quando deveria ter o Jayminho. De pé: Abu, o "Rei do Trintão", Pedro Landim (2 gols), Flávio Bruno (1 gol) e Ronaldinho. Agachados: Bruno "Bom", o goleiro, Leandro (1 gol) e Carlos.
A arbitragem, como tem sido nesses últimos sábados, foi de Alexandre "Xandoca", que,  mais uma vez, demonstrou que não só é craque na bola, mas também no apito. Sua contusão tem sido a nossa salvação!
Após a refrega, os costumeiros "ratos do happy hour", com direito a acepipes da Tia Denise, "Caipiraxis" do Serginho e "puros" do Fidel Castro, iniciam os trabalhos. Na foto, Alex ("pato novo" na área) Dr. Mario Barreira Campos (que só veio para a degustação) e Xandoca, o "amigo dos amigos". Mas, nessa turminha tem ainda o locutor que vos fala, autor dessa foto e de todas as outras dessa postagem. Isso sem falar nos "habituées" que, por motivos de força maior, não puderam nesse sábado aumentar a roda, como Jair, Bigode, Alcino, Pedro Landim, dentre outros.





CRÔNICAS D’ALÉM MAR
(Do nosso correspondente em Lisboa, Alberto Oliveira)
SUGESTÕES GASTRONÔMICAS

RESTAURANTE JOÃO DO GRÃO


Preferido por 9 entre 10 turistas brasileiros, esta antiga casa de pasto situada na baixa lisboeta mantém a qualidade e os preços de sempre, bem-postas as coisas porque é de postas de bacalhau, por exemplo, que estamos a falar.
Conhecido por permitir a sua cocção em 1000 diferentes maneiras, este produto da Noruega é desde sempre muito apreciado pelos portugueses pela facilidade de conservação naqueles tempos por já ter uma protecção muito grande de sal grosso exteriormente evitando as salgadeiras usadas para guardar as carnes de porco a seguir a matança normalmente efectuado no princípio do inverno lá para Novembro a seguir aos Santos.
Os grãos-de-bico dão nome ao restaurante e fazem parte do prato mais simples, ou seja, acompanham uma simples posta do centro ou da cabeça, com batatas ambas cozidas e um picado de salsa e cebola que irão navegar sobre um caldo de azeite a gosto que o comensal deve fazer chegar ao próprio prato antes e depois de instalar estes pitéus. Há ainda os que se permitem polvilhar com pimenta em pó e vinagre, o que não me dá jeito nenhum.
O verde branco bem fresco é a escolha de alguns mas fico sempre pelo maduro tinto, havendo quem alinhe em um Planalto, por exemplo, na linha do maduro branco também fresco de preferência.
Assado, com todos (os legumes), a Braz, a Zé do Pipo, a Lagareiro, e por aí vai, são também outras das opções, facilmente aplicáveis quando a mesa estão várias bocas, mas isto fica para outra casa que mais a frente iremos sugerir.
Para digerir o repasto basta continuar a caminhar pelas ruas do Rossio a Praça do Comércio, subindo para o Chiado culminando com um gelado do Santinni, o melhor de Portugal, na recem inaugurada loja ali mesmo onde preparamos o acesso ao Largo dos Camões a entrada do Bairro Alto, onde poderão sempre apreciar o pendão da terrinha a tremular no mastro verde e amarelo do Consulado. Ali mesmo toma-se uma ginginha ou um simples refresco dos tradicionais de Lisboa no quiosque mesmo no centro da praça, pois para quem estiver motorizado há um enorme parque de estacionamento sob a mesma.
Se for a noite é ficar por ali entretido a vagar por entre os milhentos peões que pululam entre um bar e outro garrafas de cerveja nas mãos, flora e fauna a não perder do que há de mais democrático do turismo por entre os alfacinhas.
Fica bem junto a Praça da Figueira, onde também se pode estacionar no parque sob a praça, ou vindo de metro saindo na própria a partir da Estação do Rossio. Para quem tiver oportunidade vale a pena tomar o eléctrico ali mesmo e apreciar o Rio Tejo até o Palácio de Belém, terminando com um Pastel de Nata com direito a canela em pó na famosa Pastelaria da rua onde circulam aqueles agradáveis meios de transporte climatizados quase sempre conduzidos por uma senhora bem-apessoada.
Rua dos Correeiros, 222-226 Lisboa
A.O.
______________________________________


O BAÚ DO PITTI.

(Fotos de priscas eras de minha "militância fonográfica")
Essa é uma foto histórica. Uma das poucas tiradas na minha rapidíssima "fase hipie". Reparem no "camisolão" com inscrições tribais. Além da minha vasta cabeleira (que saudades!). A meu lado, no coquetel de lançamento de LP da Wanderleia, em 1970, a própria e mais Jece Valadão, além do jornalista de São Paulo, Giba 1.
Show de lançamento de Maria Bethânia em São Paulo e os casais Lucy e Luiz Carlos Barreto e Vicky e Armando Pittigliani.
E, para finalizar outra foto mais que histórica. O lançamento pioneiro no Brasil do 1º long playing de 12 polegadas, pelo selo Sinter. Um disco com músicas para o carnaval de 1957 (naquela tempo se faziam músicas especialmente  para o chamado "tríduo momesco". Comigo na foto o divulgador de rádio Luiz de França.


________________________________________


O NOSSO COMERCIAL


Penso que a maioria dos meus seguidores já viu este vídeo-depoimento do meu amigo Ben Jor sobre o meu novo pupilo Márcio Local. Porém, vale a pena vê-lo (ou revê-lo). É um sincero depoimento sobre o meu artista, que, no momento, prepara a gravação de seu 2º CD.
video
Bem, por hoje é só. Uma ótima votação para vcs e que não vença o pior.
Fui,
PITTI









2 comentários:

  1. Meu Pitti,
    Como me divirto com esse Blog.
    Você não é mais aquele "Pitti" de antigamente. No meu tempo, você ganhava sempre, hahaha!!!, diziam, eu disse...diziam, que "era o dono da bola", da camisa, do meião, e, sem eles, não se joga, não é mesmo!???, mas hoje, "o vermelho" perdeu. Ah!!! como assim?

    "1956/1957"...e, enquanto você apresentava "long playing", aliás, bem chic...bem "mauricinho", e, eu brincava de roda..."atirei o pau no gato,,to,,to...". Adoro!

    Essa sua bata "hipponga", eu lembro tanto dela...oh! tempo bom...muita saudade.
    Beijo da Maggy

    ResponderExcluir
  2. Caracas, essa é do tempo q Fred gritava Ô Wilmaaaaaaaaa.rsrsrs.

    ResponderExcluir